Fechar

MENU

logo

Umectação: entenda o que é e os passos para fazer da maneira correta

14 de maio de 2021

Modelo sorrindo com óleo de umectação na mão, em direção ao cabelo.Não tem nada mais chato do que ficar com os cabelos ressecados e cheios de frizz, né? E infelizmente, na correria do dia a dia, às vezes o cabelo fica desse jeito e a gente nem sabe direito o porquê. Geralmente, o principal motivo é o ressecamento e falta de oleosidade nos cabelos. Por sorte, resolver esse problema é fácil! Manter um cronograma capilar e hidratar os fios já ajuda muito. Mas o procedimento que realmente vai repor os óleos que os fios precisam para os seus cabelos é a umectação.

Vem com a gente que nesse texto a gente explica tudo que você precisa saber sobre esse procedimento! Entenda o que é a umectação, como ela pode ajudar seu cabelo e porque ela é fundamental para quem tem cabelo cacheado ou crespo.

A gente também lhe conta que produto você deve usar para fazer sua umectação e como o procedimento funciona. Para saber todos os segredinhos desse processo, é só acompanhar esse artigo. Vamos nessa!

O que é a umectação?

Basicamente, a umectação é uma técnica que busca nutrir e fortalecer o cabelo através da aplicação de óleos vegetais. É possível escolher vários tipos de óleo diferente, desde o conhecidíssimo óleo de argan até o próprio azeite de oliva, acredite se quiser.

O objetivo da umectação é repor os nutrientes que estão faltando no cabelo, e com isso devolver o brilho natural às mechas. Supostamente essa é uma técnica surgida na Índia, e muito antiga. O uso de óleos naturais de várias origens é o que deixa o cabelo das indianas tão bonitos e sedosos. Hoje em dia, a indústria de cosméticos também já vende os óleos prontos para uso e com os princípios ativos certos para devolver o brilho e a força ao seu cabelo.

Todos os tipos de cabelo, dos lisos aos crespíssimos, podem se beneficiar da umectação. Porém, esse procedimento é particularmente importante nos cabelos crespos, como a gente vai explicar daqui a pouquinho. A umectação também pode integrar o seu cronograma capilar.

Vale lembrar que, se o seu cabelo é naturalmente oleoso, pode não ser a melhor ideia fazer a umectação. Isso porque óleo em excesso pode deixar o cabelo pesado e com uma aparência de sujo. Então, deixe para buscar a umectação se você perceber que seu cabelo está ressecado e sem brilho, ou com bastante frizz.

O legal é que o processo é bem simples, como a gente vai lhe contar mais para frente. De forma geral, ele envolve poucos passos, e dá para fazer a umectação comum ou a umectação noturna. Cada um tem suas vantagens e desvantagens, então vai do que você preferir.

Você pode optar por fazer a umectação caseira, pois é realmente muito facinho, e aí você só precisa investir nos óleos. Porém, se você quiser se mimar um pouquinho e ter alguém que faça isso por você, conheça nosso tratamento e faça uma umectação profissional na loja mais perto de você!

Quais os benefícios da umectação?

Para começar a entender por que a umectação é benéfica para o cabelo, o primeiro passo é estabelecer a diferença entre hidratação e umectação. Quando você faz uma hidratação, a ideia é dar água para o cabelo que está muito seco, o que já ajuda a começar a reduzir o frizz e dar uma aparência mais saudável às suas mechas. Esse processo também é super importante, por isso a gente já deu dicas sobre ele aqui.

Porém, a umectação em si tem um objetivo diferente. Ela serve para oferecer os nutrientes que estão faltando ao cabelo. De certa forma, ela é um procedimento de nutrição, não de hidratação. Esse procedimento inclusive pode e deve ser feito na etapa de nutrição do seu cronograma capilar.

Vem com a gente que vamos lhe contar três dos principais benefícios que a umectação frequente pode trazer ao seu cabelo.

1 – O benefício mais óbvio e importante da umectação é o fortalecimento do cabelo. Com a nutrição mais intensa, os fios ficam muito mais saudáveis e fortes. Assim, você evita a queda excessiva e as pontas duplas, grandes inimigos de um cabelo bonito.

2 – Sabe outra coisa que acontece quando o seu cabelo está mais saudável? Ele cresce muito mais rápido. Então, fazer a umectação nos fios é uma ótima ajuda que você pode dar para dar um up na velocidade e ficar com aquele cabelão enorme!

3 – A umectação também é responsável por fazer a saúde e boa aparência dos fios durar mais tempo. Isso porque a aplicação de óleo faz com que as cutículas do fio sejam seladas. Assim, a hidratação e a nutrição ficam ativas por um período maior, e a saúde do cabelo dura mais.

Percebeu as principais vantagens da umectação para a saúde do seu cabelo? Legal! Então agora a gente vai falar de forma mais específica sobre as cacheadas e crespas e os benefícios da umectação para esse tipo de cabelo. Vem com a gente!

Modelo sorrindo na capa da matéria sobre nutrição para os fios cacheados e crespos

Por que ela é importante para quem tem cachos?

Bom, você entendeu agora como a umectação pode ajudar todo mundo que tem cabelos ressecados, certo? Mas você sabia que esse procedimento é ainda mais importante para as crespas e cacheadas? As donas de cabelo liso até podem dispensar, mas quem tem cachinhos precisa levar a umectação muito a sério.

A gente te explica por que, fica tranquila. A questão é que, por natureza, o fio cacheado é mais ressecado do que o fio liso. Isso tem a ver com o próprio formato dos fios e a composição do cabelo cacheado.

A produção de óleo tende a ser menor e, devido ao formato em espiral dos cachos, esse óleo tem mais dificuldade de chegar às pontinhas do cabelo. Seguindo essa lógica, a gente percebe também que, quanto mais fechados forem seus cachinhos, mais fácil é o cabelo ficar ressecado.

Justamente por isso, a umectação é tão importante para as donas de cabelos cacheados, especialmente as crespas e crespíssimas. O processo de nutrição com óleos irá fazer com que o temido frizz diminua e seus cachinhos fiquem muito mais saudáveis e com uma aparência muito mais bonita.

O seu cabelo tem tintura ou algum outro tipo de química? Aí é mais importante ainda incluir a umectação na sua rotina de cuidados, hein? Como você já sabe, a química, especialmente a água oxigenada, tende a ‘roubar’ todo o óleo natural do cabelo, deixando-o naturalmente mais seco.

Assim, se você tem química, o ideal é que você realize a umectação alguns dias antes dos procedimentos, para já deixar o seu cabelo blindado contra os efeitos nocivos. E se você estiver passando pela transição capilar, ela vai ajudar a dar vida e força aos fios que foram danificados pelos produtos da progressiva.

Agora que a gente já explicou porque esse processo é importante para os cabelos cacheados, vem saber que produtos você tem que usar na sua umectação.

Que produto eu uso para fazer umectação?

Bom, como a gente já lhe contou lá no início do texto, a base da umectação são os óleos. Porém, para que o processo funcione direitinho, não serve qualquer óleo, ok? Tem que ser óleo vegetal, ou seja, aqueles que são extraídos de plantas. Além de serem naturais, eles são ricos em triglicerídeos que irão trazer saúde para os seus fios.

A gente já conversou um pouquinho sobre óleos de umectação nesse post aqui, mas vamos lembrar para você algumas opções!

1 – Óleo de coco

Esse é o grande queridinho capilar ultimamente, e não é à toa. O óleo de coco é capaz de reter o óleo natural do cabelo e também de trazer muitos nutrientes para as suas mechas. Ele é especialmente poderoso em cabelos cacheados, pois penetra muito profundamente nos fios.

2 – Óleo de argan

Outro óleo que está super famoso como produto de cabelo, o óleo de argan é extraído de nozes que nascem apenas na região do Marrocos. Além de ter um cheirinho delicioso, ele é rico em várias vitaminas. Isso inclui vitamina A, D e, que são fundamentais para manter os cabelos bem nutridos.

3 – Óleo de oliva

É difícil de acreditar, mas aquele mesmo óleo de oliva que a gente põe na pizza pode ser usado também para a umectação do cabelo! Ele é rico em vitamina K, A, E e também em antioxidantes. Esses últimos são particularmente importantes, porque não permitem que o fio fique com aquele aspecto de ‘queimado’.

4 – Óleo de girassol

Ideal para quem está buscando zerar o frizz do cabelo. O óleo extraído da semente de girassol é super nutritivo e deixa o cabelo incrível no que diz respeito a brilho e maciez. Além disso, seus nutrientes garantem uma camada protetora contra o sol e o cloro, tornando esse o óleo ideal para o verão.

5 – Óleo de rícino

É também chamado de óleo de mamona, e bom demais para cuidar do seu cabelo. Rico em vitamina E, ele é ótimo também para promover a limpeza dos fios e ajudar no crescimento do cabelo. Para quem tem problemas com caspa, o óleo de rícino é uma escolha certeira.

A variedade de óleos vegetais para escolher é enorme, você pode até alternar para trazer nutrientes diferentes para o seu cabelo. Dá também para você adquirir óleos que misturem propriedades diferentes de acordo com a necessidade do seu cabelo.

O Beleza Natural tem uma opção incrível, chamada Nutri Brilho Minha Fórmula. Feito com um blend incrível de óleos de coco, abacate e manga, a gente promete uma umectação que não pesa nos fios e deixa seus cabelos restaurados e brilhantes.

Outra opção maravilhosa encontrada em nossa loja é o óleo pensado especialmente para nutrir profundamente e fortalecer os cabelos cacheados e crespos. Ele é feito com um blend maravilhoso de óleo de rícino, óleo de oliva e óleo de gergelim, ricos em vitaminas e antioxidantes. Confere a nossa lojinha para escolher a melhor opção!

Passo a passo para uma umectação nota 10

Já escolheu o seu óleo do coração? Legal! Então está na hora de aprender a fazer a sua umectação direitinho. Antes da gente começar, saiba que existem dois tipos: a umectação normal e a umectação noturna. Nesse tópico, vamos falar da normal, e já já falamos da noturna. Confira:

1 – Uma dica importante antes de começar: NÃO lave o cabelo antes de fazer a umectação. Não adianta estar com a cutícula aberta, e você vai ter que lavar depois de qualquer forma. Então, deixe para lavar depois do procedimento, ok?

2 – A primeira coisa que você vai fazer é separar o seu cabelo seco em mechas, para deixar a aplicação mais fácil. Não precisam ser mechas muito fininhas, mas você precisa ser capaz de manuseá-las.

3 – Agora está na hora de aplicar o óleo nos seus cachinhos. Se você não gostar da sensação oleosa nas mãos, pode usar uma luvinha, não tem problema nenhum. Coloque uma quantidade de óleo nas mãos e encape as mechas com ele.

4 – De preferência, não aplique óleo na raiz, só se ela for muito ressecada. Mesmo assim, use só um pouquinho. O que você pode fazer é massagear o couro cabeludo com a ponta dos dedos, para ativar a circulação e potencializar o efeito. Além de tudo é super relaxante.

5 – Use um lenço ou uma touca para conter os cabelos e deixe agir por no mínimo 30 minutos. Se o seu cabelo estiver muito ressecado e você não tiver compromissos, pode aumentar esse tempo. Duas horas é o tempo ideal para que o óleo realmente penetre e faça o efeito que deve em seu cabelo.

Para tirar o óleo, é só lavar o cabelo do jeito que você está acostumada. Caso você esteja com medo de ter problemas na retirada do óleo e ficar com o cabelo muito pesado, tem uma técnica que pode ajudar você, a UCPE. Já já a gente fala dela com mais calma, mas primeiro vamos conversar um pouquinho sobre a umectação noturna e como ela difere dessa.

E a umectação noturna?

Bom, vamos lá. A umectação noturna é ideal para quem não tem tempo de parar e fazer o procedimento durante o dia. Aplicando o óleo antes de dormir, você dá também mais tempo para ele agir.

O único porém é que você, obrigatoriamente, vai ter que lavar o cabelo logo de manhã. Então, se você é do tipo que sempre acorda no último minuto para sair trabalhar, talvez seja melhor fazer a umectação a hora que chega. Mas se você gosta de tomar banho cedo e já sair energizada, pode unir o útil ao agradável.

A aplicação e o tipo de óleo usado na umectação noturna não são diferentes daqueles usados na umectação normal. A única diferença é o tempo que o produto vai ficar agindo no seu cabelo.

Justamente porque o óleo vai passar bem mais tempo agindo no seu cabelo, é legal tirar o excesso antes de colocar o lenço ou a touca. Porém, sem esfregar, hein? O esfrega-esfrega dos fios é responsável por trazer frizz e pontas duplas para as cacheadas. Aperte de leve apenas, e se puder, nem use uma toalha com fibras. Opte por uma camiseta de algodão.

No dia seguinte, você lava o cabelo normalmente, com água morna ou fria, nunca quente demais. A água quente tira o óleo do cabelo, e acaba por eliminar todo trabalho duro que você acabou de ter para deixar ele mais nutrido, certo?

Beleza. Agora você já entendeu como fazer os dois tipos comuns de umectação, e também que é só lavar para tirar o produto depois. Mas se você quiser fazer uma limpeza mais completa, se liga no método que a gente vai ensinar a seguir.

O que é esse tal de UCPE?

Em termos bem práticos, o UCPE é um método de umectação voltado especialmente para quem tem dificuldade em retirar o óleo dos fios. Se esse é o caso, fique tranquila, pois não é só você. Ao contrário, isso é bem comum! Por isso, o UPCE é o método certinho para você.

Vem entender o que significam cada uma dessas letrinhas! Basicamente, elas são uma série de passos pensados para ajudar você a ficar com o cabelo limpinho e sem óleo demais. Com a sigla fica mais fácil de você não esquecer nenhuma delas.

U – O U é de ‘umectar’. Ou seja, nada mais é do que o próprio processo de umectação que a gente já explicou para você como fazer.

C – O C é de ‘condicionar’. Isso mesmo, você vai aplicar condicionador nos cabelos ainda cheios de óleo. Use um condicionador sem silicone e aplique massageando da raiz até as pontas.

P – agora vem o ‘pausar’. Deixe o condicionador agir no seu cabelo por um período de 20 a 30 minutos. Se estiver com pressa, pode ser um pouco menos, mas a pausa é essencial para o UCPE dar certo.

E – só falta a última letra, que é ‘enxaguar’. Agora você pode enxaguar o seu cabelo, com bastante cuidado para retirar todo o óleo e condicionador. Não custa lembrar que é melhor usar água fria ou morna, e que você tem que passar os dedos pelos fios para garantir que não tem acúmulo de produto.

Terminou de tirar o produto dos seus cachos? Agora você pode lavar seu cabelo como de costume, com shampoo e condicionador que você está acostumada. Lembrando que os cabelos crespos e cacheados precisam de shampoo e condicionador sem sal para ficarem mais saudáveis, ok?

Depois, é só seguir os procedimentos comuns de lavagem e secagem do cabelo cacheado. Amasse os cachos, aplique o finalizador, penteie apenas molhado e com pente de dentes largos… Mas agora com cachinhos mais brilhantes e saudáveis, que vão ficar mais lindos em qualquer penteado ou estilo que você decida fazer.

A umectação faz parte do cronograma capilar?

A resposta bem simples? Sim, pode fazer. A gente já conversou bastante sobre cronograma capilar, e você pode conferir aqui. Mas caso você tenha esquecido ou esteja conhecendo nosso blog agora, não se preocupe! A gente ajuda você a lembrar o que é essa técnica.

Durante nosso cotidiano, vários são os fatores que alteram a saúde e estrutura dos nossos cabelos. Sol, poluição, piscina e até mesmo a nossa alimentação fazem toda diferença quando o assunto é a saúde dos fios. Quem faz procedimentos químicos no cabelo deve levar mais esse fator em consideração.

Basicamente, o cronograma busca suprir essas necessidades e trazer mais saúde para os fios com três procedimentos diferentes. São eles: hidratação, nutrição e reconstrução. A ideia do cronograma capilar é ir alternando esses procedimentos, priorizando aquele que o seu cabelo precisa mais.

Se você quiser um tratamento capilar mais completo, o cronograma é a melhor opção. Ele vai cuidar dos seus cabelos de forma completa, e garantir que todas as necessidades dos fios sejam atendidas. E você com certeza pode incluir a umectação nessa lista.

No caso, ela deve tomar o lugar da nutrição nos procedimentos. Portanto, ao montar seu cronograma, você considera a umectação, a hidratação e a reconstrução. Alterne os procedimentos de acordo com as necessidades do seu cabelo.

Com que frequência devo umectar meu cabelo?

Não tem resposta simples para essa pergunta, simplesmente porque cada pessoa tem um cabelo e uma necessidade. Portanto, a melhor coisa a se fazer é perceber como está seu cabelo. Se você sentir que ele começa a pesar, ou a raiz está ficando oleosa com mais frequência, talvez seja melhor diminuir a frequência.

Porém, via de regra, a cada 10 dias, aproximadamente 3 vezes por mês, costuma ser um tempo bom para fazer a umectação. Se você fizer com menos frequência, pode ser que você não perceba os efeitos do jeito que deve.

Só que quem tem cachinhos mais apertados, ou cabelo afro, costuma sofrer com ainda mais ressecamento, em razão do formato dos fios. Nesse caso, você pode aumentar a frequência e fazer a umectação uma vez por semana. Mas, como a gente já disse, vá observando, ok? Escute os sinais de que o seu cabelo está lhe passando.

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre umectação? Ficou com alguma dúvida ou tem mais algum segredinho para deixar os cabelos hidratados e bem nutridos? Conta para gente nos comentários. A gente vai adorar saber um pouquinho mais sobre você e seus cuidados com os seus cachos!

Fique ligada no nosso blog, lá nós sempre postamos dicas e novidades do mundo dos cachinhos para você! Um beijo e até o próximo texto!


Tags


Os posts mais lidos

Siga o Beleza Natural

institutobelezanatural

Fique por dentro!

Cadastre-se e receba novidades, promoções e informações em primeira mão