MENU

logo

Alimentação para cabelos crespos e cacheados

13 de janeiro de 2021

Qual é a melhor alimentação que se pode ter para turbinar o tratamento de cabelos crespos e cacheados?

Mulher segurando uma maçã, na frente de um dos olhos, sorrindo. Demonstrando um exemplo de alimentação saudável para cabelos crespos e cacheados.

Cansada de cabelos ressecados e sem brilho? Fios quebradiços tem sido um problema para você? Sabemos bem que ter o cabelo dos sonhos não é fácil. Mas isso não quer dizer que não é possível. No texto de hoje, e ensinaremos como sua alimentação influencia na saúde dos seus fios e pode ser o diferencial de que eles precisam para realmente se destacarem. É isso mesmo que você leu: mudar o seu cardápio do dia a dia pode fazer toda a diferença nos seus cachos!

É importante notar que as dicas de hoje valem principalmente para quem está passando pela transição capilar. Não basta adotar um super tratamento com os melhores produtos para cuidar dos fios se a sua alimentação não estiver adequada. Mas não desista! No texto de hoje, te diremos tudo o que você precisa saber sobre como pequenos ajustes na sua alimentação são capazes de melhorar – e muito – a qualidade de seus fios crespos ou cacheados.

Para te trazer informações de qualidade sobre o assunto, batemos um papo com a nutricionista Fernanda Rezende, que foi a peça chave no processo de criação da nossa linha queridinha, e 100% liberada, bn.BIO Minha Fórmula.

As melhores dicas para uma alimentação saudável

Para manter a saúde dos seus cabelos é fundamental ter uma alimentação saudável, variada e equilibrada. É somente se alimentando bem que o seu cabelo vai brilhar de verdade! O acúmulo de nutrientes é uma das chaves para a saúde interna e externa dos nossos fios. Portanto, é preciso consumir as doses recomendadas de vitaminas, proteínas, minerais, gorduras do bem e carboidratos do bem e investir em uma alimentação colorida.

Para te ajudar a redefinir as suas comidinhas do dia a dia, fiz a seguinte lista de alimentos separados por cor:

Vermelhos
Acerola, goiaba, maçã, melancia, morango, pimentão vermelho e tomate.

Laranjas e amarelos
Abacaxi, abóbora, batata, batata doce, caju, caqui, carambola, cenoura, laranja, mamão, manga, maracujá, melão, mexerica, milho, pêssego e pimentão amarelo.

Roxos
Alcachofra, alface roxa, amora, azeitona preta, berinjela, beterraba, jabuticaba, lichia, repolho roxo e uva roxa.

Verdes
Abacate, abobrinha, alface, brócolis, cebolinha, coentro, couve, chuchu, ervilha, kiwi, limão, pepino, pimentão verde, quiabo, repolho e vagem.

Brancos
Aipim, aipo, alho, banana, cebola, graviola, inhame, mandioca, pera e pinha.

Outro aspecto essencial de uma alimentação saudável é priorizar os alimentos in natura, que nada mais são do que os alimentos não processados, como vegetais, legumes, frutas e grãos. Como bem aponta o Guia Alimentar para a População Brasileira, publicado pelo Ministério da Saúde, alimentos in natura são a base de qualquer alimentação realmente saudável.

É importante notar que carnes não processadas, ovos e alguns alimentos à base de queijo também são exemplos de alimentos in natura. Isso significa que eles também auxiliam na saúde dos seus cabelos. Mas não se preocupem leitoras vegetarianas e veganas! Uma alimentação sem derivados de animais pode ser tão saudável quanto qualquer outra desde que sigam as dicas deste artigo.

Vale lembrar, porém, que veganas necessitam verificar o seu nível de vitamina B12 para ver se é necessária uma suplementação. Basta ir até o seu posto de saúde e falar com o seu médico para fazer o teste de graça. Também recomendamos que converse com ele sobre sua alimentação para que receba as recomendações necessárias, especialmente se você estiver na fase de transição para o veganismo, em que deverá focar em determinados alimentos. Como vemos aqui, transições são sempre complicadas, mas também sempre valem a pena!

Também de acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, destacamos as seguintes orientações para uma alimentação saudável:

– Utilizar sal, óleos, gorduras e açúcar em pequenas quantidades: assim você deixa seus pratos mais saborosos sem prejudicar a saúde dos seus fios.

– Evitar alimentos ultraprocessados: sabemos bem como é tentador se alimentar só de miojo durante uma semana estressante lotada de coisas para fazer, mas alimentos congelados e instantâneos podem prejudicar demais a sua saúde e a dos seus cabelos se consumidos com frequência.

 

Na alimentação para os cabelos crespos e cacheados, existe uma mandala da saúde, em formato de prato, com os nutrientes necessários que está dividida em 4 partes: Vegetais, grãos integrais, frutas e proteínas saudáveis.

 

Um cabelo hidratado é um cabelo saudável

O próximo passo para a saúde dos cabelos crespos, cacheados e ondulados é a sua hidratação. Não espere sentir sede para tomar aquele copo d’água: mulheres adultas devem beber, em média, de 8 a 10 copos de água por dia. Pode parecer simples, mas com a rotina de trabalho agitada – fora ou dentro de casa – que a maioria das mulheres brasileiras tem, ainda mais nestes tempos difíceis da pandemia, fica fácil perder esse número de vista. Há vários aplicativos de celular que são feitos para lidar com este problema, mas mesmo se você não tiver um smartphone, pode ajeitar despertadores no seu celular mais antigo para que não se esqueça de se hidratar durante o dia a dia.

Se você tem dificuldade de se hidratar com água, pode acrescentar uma rodela de limão, laranja ou até canela para se adaptar a esta ingestão ao longo do dia. Mas nunca substitua a água por suco, pois ele contém açúcares e simplesmente não é tão bom para a hidratação de seus fios crespos ou cacheados.

Mulher sorrindo segurando suco com o canudo na boca. Representando mais uma alimento para a alimentação de cabelos cacheados e crespos.

Alimentos que não podem faltar na alimentação das crespas e cacheadas

As boas fontes de gordura, como o azeite, o abacate e as oleaginosas (castanhas, nozes e macadâmia), unidas com uma alimentação rica em frutas e verduras, garantem a integridade do fio 3ABC e 4ABC, que têm uma característica mais ressecada. Mas é importante não se esquecer das proteínas! A depender da sua dieta e estilo de vida, inclua na sua alimentação diária quantidades adequadas de proteína animal (carne, leite e ovos) ou vegetal (como a lentilha e o grão-de-bico).

E também nas fontes de bons carboidratos integrais, que encontramos nos cereais integrais e na tapioca com chia ou com linhaça, por exemplo.

Para concluir com estilo, segue receitinhas e dicas simples e práticas para turbinar a alimentação dos cabelos crespos e cacheados:

Suco verde com melão, abacaxi ou maçã: adicionar limão e um pouco de suco de couve ou de espinafre;
Suco de frutas vermelhas ou de abacaxi com hortelã;
Invista sempre em sucos feitos da fruta e sempre adicione gengibre, que é um potente anti-inflamatório, ajudando a manter a saúde dos cabelos.


Tags


Os posts mais lidos

Siga o Beleza Natural

institutobelezanatural

Fique por dentro!

Cadastre-se e receba novidades, promoções e informações em primeira mão